sexta-feira, 4 de março de 2016

Minha Transição Capilar.

Meninas muito tempo se passou, e eu estava numa correria tremenda e não tinha mais tempo nem de respirar, mais o tempo passou e hoje eu já consigo conciliar entra, trabalho, faculdade, filhas, casa e etc.

Pra voltar com chave de ouro resolvi expor primeiramente meu  novo ciclo.
Estou vivendo em paz, de uma forma praticamente inexplicável.
Eu vivia depende de uma famosa técnica de mega-hair, era uma dependência que eu não explicar até agora.
Há 1 ano e 8 meses atras resolvi entrar numa luta ao cabelo Natural.

Comecei com tranças.



Sim super radicalizei, minhas amigas ficar de boca aberta e sem acreditar na minha coragem, que estava realmente cansada de depender de químicas e maga-hair, e nesse tempo que fiquei com a trança, fui trabalhando meu psicológico sobre como seria assim que tirasse as tranças, e logo em seguida radicalizei de novo. Resolvi fazer o tão esperado BC (Big Chop = Grande Corte) gente acreditem não é fácil não, eu parei no espelho com a tesoura na mão e fui cortando toda a parte lisa, não tava nem ai pra se estivesse certo ou não simplesmente disse é agora ou nunca mais, como é normal eu ter esses surtos de cabelos minha mãe nem acreditou que eu fosse mesmo fazer isso. (Ali em baixo falo mais do BC)


Porem não simpatizo com cabelo curto assim, resolvi colocar meu mega novamente mais ja consciente que não passaria nenhum tipo de química no meu cabelo, e que muito em breve eu estaria no natural. E continuei firma na batalha contra a química.



Entre esse 1 ano e 8 meses coloquei tranças novamente.



Essas ultima trança fiz no meu aniversário de 2015, porem por estar acostumada com mega hair, eu fiquei apenas 15 dias de trança, por serem muito pesada minha cabeça estava doendo muito e meu pescoço também sentiu muito o peso da trança.


Essa foi minha ultima foto de mega hair. Tudo isso que eu passei chama-se transição capilar.

Transição capilar não é fácil, antes de qualquer coisa temos que trabalhar o psicológico, pois saiba que você vai ouvir muita coisa desagradável da sociedade, muito irão dizer que é feio, te chamarem de louca, lhe induzir a alisar novamente. So que eu coloquei no meu propósito de não usar mais nada de ser livre, e isso poderia doer em quem fosse, essa era minha meta.

Há aqueles que radicalizam que raspam a cabeça e encaram a sociedade, eu preferi ir aos poucos, por mim, acho que não conseguiria ser tão radical assim.

Então no ano passado quando coloquei meu mega, prometi a mim mesma que seria ultima vez, e foi exatamente isso que eu fiz, fui atras dos melhores cremes, da melhor forma de deixa-lo bonito, mesmo com o mega fazia hidratação toda semana, cuidei muito do meu cabelo.
Quando tirei esperei secar e o pentiei e ele ficou grande parecendo uma peruca, ate eu disse onde eu escondia todo esse cabelo? 


Estava quase do tamanho do meu mega-hair, ai me perguntei o que eu estava fazendo comigo? com  a minha identidade, estava completamente tomada pelo capricho e opiniões de pessoas que não mudam minha vida. Foi então que disse ao mundo essa sou eu e isso ninguém pode mudar.


Não precisava de mega-hair, não precisava de trança e de nada, precisava de coragem pra olhar por mundo e grita ""OLHA ELA"" e dizer guardem sua opinião porque ela não me interessa não.
Foi então que eu assumi minha realidade, minha identidade, minha raiz, minha cor, minha raça e pude dizer ao mundo ESSA SOU EU.
Quando eu sai de casa a 15 dias atras pela primeira vez, falei deixa o mundo falar essa sou eu, acreditem as pessoas me olhavam e dizia você esta escondendo essa beleza toda por que?
Claro que eu ouvi " há te prefiro de mega" minha resposta " Eu me prefiro assim e sua opinião nada me interessa" fui ate chamada de grossa,  mais eu realmente não estava pedindo opinião.
tenho uma prima que estava na mesma batalha que eu, so q ela estava um pouco pior, porque o mega estava fazendo tão mal a ela, que ela chorava todo os dias porque não queria mais ser dependente do mega, ela não saia na porta da casa dela sem mega-hair.
Um dia nos desabafando uma com a outra chegamos a acredita que ela precisava de mim pra essa liberdade, e eu precisava dela pra me liberta também, pegamos uma na mão da outra e hoje estamos livres e feliz,

Vou começa a deixa pra vocês hidratações, reconstrução e tudo que for preciso pra você que também que sentir esse liberdade.

Beijos até amanhã